Dança do Ventre

31 de julho de 2010





Oi Pessoas. Vim trazer uma dica legal para as meninas. A Dança do Ventre.
Para quem está em busca de autoconhecimento, melhorar a autoestima, a feminilidade, nada melhor que Dança do Ventre. 

Essa maravilhosa dança estimula a sensualidade, corrige má postura, desinibe, aflora a feminilidade além de aliviar o estresse,  trazer bem estar e claro, melhorar a aparência corporal.

Eu quero muito fazer. Já dei uma pesquisada em escolas aqui em SP, e achei uma super bacana : http://www.luxordancadoventre.com.br

Nesse link do Terra você pode ler alguma coisa e ver alguns vídeos sobre a Dança do Ventre.

Abaixo deixo os benefícios da dança e um video simplesmente maravilhoso da dançarina Lorena Rossi. Inspire-se e pense em entrar nesse jogo. Ops, nessa dança. Você ficará surpresa com a mudança que ela poderá lhe causar. Aliás, não só em você, mas em todos a sua volta.




Os Benefícios da Dança do Ventre:

Quando vemos uma mulher fazendo dança do ventre, não se tem como tirar os olhos dela. É maravilhoso ver o corpo executando movimentos naturais e que a deixam ainda mais bela. Cada músculo, osso, pele e órgão se movem em harmonia para a dança e criam um clima de sedução e mistério. Nesse momento, a mulher, que faz uma intensa jornada de trabalho, pode deixar a feminilidade aflorar e é ai que consegue atingir a naturalidade, livrando-se do estresse e colocando as pressões do dia-a-dia bem longe de toda a delicadeza permitida ao universo forte e sensível das mulheres. Há muitos benefícios que a dança oferece:

Desenvolve a dissociação corporal;
Estimula a memória, a concentração e a atenção;
Aumenta a confiança no seu potencial individual; 
Resgata a feminilidade;
Ativa a circulação, aumenta os reflexos e alivia as tensões;
Aumenta a flexibilidade e alongamento;
Auxilia em problemas menstruais, hormonais e partos, diminuindo cólicas, equilibrando as funções sexuais e facilitando contrações e dilatações;
Trabalha músculos, enrijecendo e tonificando;
Atua diretamente no centro de energia do corpo, que se encontra no ventre, distribuindo a mesma de forma equilibrada;
Ajuda no emagrecimento;
Corrige a postura, conferindo elegância; 
Modela os braços e ombros, dando contornos mais definidos; 
Fortalece e enrijece o ventre, diminuindo a barriga; 
Afina a cintura; 
Endurece os músculos do quadril e glúteos; 
Tonifica e desenvolve os músculos das pernas, principalmente as coxas e panturrilhas; 
Alonga toda a musculatura; 
Pode queimar até 400 Kcal em uma hora de aula; 
Melhora o ritmo, coordenação, equilíbrio e memória; 
Melhora o condicionamento físico; 
Melhora a auto-estima; 
Trabalha energeticamente os chackras, que são importantes centros de força e energia; 
Relaxa e traz bem estar emocional; 
Traz desenvoltura e desinibição; 
Estimula os órgãos reprodutores; 
Os movimentos embalados pelo ritmo forte das melodias mediterrâneas e orientais ativam a circulação sanguínea na área do ventre, o que melhora o impulso nervoso e o tônus muscular dessa região, aumentando a sensibilidade da vagina; 
Melhora a circulação sanguínea geral do corpo; 
Desperta a feminilidade.

A redescoberta da dança, que reorganiza particularmente as funções do ventre, tem significado elevado e é facilitador do processo de conscientização das pessoas. Abrir-se para o contato com as energias telúricas do próprio ventre, com o objetivo de elevá-las e transmutá-las em movimentos espirais, é muito útil para as mulheres.

Esta dança porém não pode ser vista como um mero exercício, ela faz parte de uma religião muito antiga, ligada ao culto da terra e do útero de uma poderosa deusa. Os procedimentos da dança do ventre são sérios e merecem o respeito de uma filosofia transcendente e sagrada.

A dança do ventre também é considerada sensual, o que é um dos motivos que atrae a atenção tanto de mulheres como de homens. Vale experimentar, pois além dos benefícios citados, a dança do ventre é uma atividade muito interessante e divertida, onde você irá conhecer um pouco mais do seu corpo.



As professoras de dança do ventre se arrepiam ao ouvirem falar que a dança do ventre dá barriga. “O que engorda é comer muito e viver de forma sedentária”. 
Existe uma dose de verdade nisso, mas a dança não é a responsável e, sim, quem a pratica. Quando você pratica a dança com o  bumbum para trás, acaba forçando a coluna. Esta postura errada causa dores lombares e facilita o acúmulo de gordura no baixo ventre. Então, é só seguir as regras e acertar o encaixe no quadril para não ter surpresas depois.


Não se pode esquecer do tratamento interno da dança do ventre. Para muitas dançarinas, ela é um verdadeiro exercício de relaxamento e autoconhecimento, como nas demais técnicas orientais, como a yôga. Para as mulheres com distúrbios de sexualidade, é um santo remédio receitado pelos próprios ginecologistas. 
Além disso, estimula contrações uterinas, o que alivia completamente as cólicas menstruais primárias. Os movimentos também dão uma boa regulada no aparelho intestinal. Muitas professoras relatam casos de alunas que conseguiram a gravidez tanto desejada, após começarem a praticar dança do ventre. A suspeita não é infundada. 


Sem entrar no âmbito religioso, acreditamos que a dança contribui espiritualmente por meio da canalização da energia vital, colocando a praticante em sintonia com o Cosmo e da descongestão dos plexos e dos chakras.
Agora que já conhecemos os benefícios da dança, vamos entender como eles estão interligados. Tudo começa com a percepção corporal por meio da realização dos movimentos. Esta percepção desencadeia o processo de autoconhecimento, fazendo com que a praticante entenda suas limitações, descubra suas potencialidades, perceba o seu corpo e o mais importante: aprenda a gostar do que vê refletido no espelho! Quando isso acontece, a aluna começa a se sentir mais bonita e feminina, fica confiante e irradia felicidade e paz interior. Logo as pessoas à sua volta começam a notar tais transformações e como você fica mais receptiva, consegue administrar os relacionamentos no trabalho, com os familiares, com o parceiro e com os amigos de forma mais equilibrada.
Acreditamos ser impossível separar os três aspectos acima citados, valorizando somente um em detrimento dos outros, pois desta maneira estaríamos trabalhando a dança de forma parcial, não usufruindo completamente de suas benfeitorias.
Por tudo isso, liberte-se das amarras, não tenha medo de se descobrir, de amar e de deixar ser amada, de dar o melhor de si e principalmente, não tenha medo de descobrir que você pode ser tão bela, inteligente, confiante, atraente e delicada quanto qualquer outra mulher. Acredite que você nasceu com o compromisso de ser feliz e que merece o que a vida tem de melhor, mas para que tudo isso aconteça, é importante que você esteja com a mente e o coração abertos e atentos a todos os belos momentos que a dança irá lhe proporcionar!


Bem, é isso ai. Danceeemmm muitoooo!!! *rs





Reação:

3 comentários :

  1. Oi Andressa! Que saudade!
    Gostei da dica; tenho vontade de aprender.
    Beijos. Espero sua visita, tá?

    ResponderExcluir
  2. Eu acho lindo dança do ventre! Bora fazer... Bjks! Boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  3. Oie... passando pra uma visitinha e deixar um carinho...
    Lindo fds

    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pelo Comentário. Responderei assim que possível.
Andressa Bragança

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...