Só o ferido cura

5 de abril de 2014







(...) Mas o psicoterapeuta não deve contentar-se em compreender o doente; é importante que ele também se compreenda a si mesmo. Por esse motivo a condição sine qua non de sua formação é a sua própria análise: a análise didática. A terapia do doente começa, por assim dizer, na pessoa do médico. Apenas conhecendo-se a si mesmo e a seus problemas, ele poderá cuidar do doente. Antes, não. Na análise didática, o médico deve aprender a conhecer sua alma e a tomá-la a sério para que o doente possa fazer o mesmo. Perderá parte de sua alma, da mesma forma que o médico perdeu a parte de sua alma que não aprendeu a conhecer.

Portanto, na análise didática não é suficiente que o médico se aproprie de um sistema de conceitos. Enquanto analisado, deve perceber que a análise lhe diz respeito, que ela é uma secção de vida real e não método aprendido de cor "no sentido superficial do termo". O médico ou o terapeuta que não compreende tal coisa, no curso de sua análise didática pagará isso muito caro mais tarde (...) O médico só age onde é tocado. "Só o ferido cura."  ___ Memórias, Sonhos, Reflexões - Carl G. Jung




Reação:
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada pelo Comentário. Responderei assim que possível.
Andressa Bragança

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...