Perdoar e não julgar

25 de setembro de 2014







....e muitas vezes não perdoamos as escolhas dos nossos semelhantes.
Precisamos julgar para projetarmos nossas deficiencias pois nao somos capazes de olharmos para nós mesmos.
Como podemos falar de amor se nao perdoamos? Como podemos falar em paz se nao respeitamos?
Como seremos capazes de transformar o mundo se nao queremos transformar a nós mesmos?
Como poderemos ser um instrumento da cura se julgamos nosso semelhante em tão pequenas coisas?
Como sonhamos em fazer grandes coisas se não damos conta de honrar nosso proximo?
Perdoar, nao é só deixar de se sentir ofendido. Perdoar tambem é nao julgar.
Quando criticamos as escolhas do outro, criticamos porque de alguma forma nos sentimos ofendidos.
Criticamos porque aquilo que esta nele tambem esta em mim. Criticamos por inveja.
Criticamos porque não temos coragem de nos encararmos.
E quando não perdoamos, quando julgamos o outro por suas escolhas, na verdade o prisioneiro somos nós.
Eu sou um instrumento de cura, e quando eu julgo o outro eu contamino todo o meu trabalho.
O meu aprendizado é que, todos nós temos o direito de escolher no que acreditar, como viver, o que comer, o que vestir etc...
e quando eu determino que a escolha do outro está errada por causa de uma crença minha, eu entro no processo de julgamento.
Quem pode conhecer a mente humana? Quem pode sondar os corações? Que tipo de pessoa você tem buscado ser?
Pode de uma mesma fonte sair agua doce e agua salgada?
Desejo que nossa mente se abra de tal forma que tomemos consciência de quem realmente somos
pois só assim vamos começar, bem devagar, a mudar o mundo, começando ao nosso redor.

Que Deus nos abençoe




Reação:
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada pelo Comentário. Responderei assim que possível.
Andressa Bragança

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...