Chegando aos 34!

7 de março de 2013








Chegando aos 34.

Chegando aos 34 tenho aprendido grandes coisas. 
Tenho aprendido que a vida é mais bonita quando nos damos conta de que somos nós que fazemos a vida acontecer. 
Aprendo que o passado fica realmente no passado, e que a vida acontece no Agora.
Aprendi que ser uma pessoa agradecida me torna mais feliz. Que a reclamação só trás peso e infelicidade. 
Aprendo que que posso ser feliz apesar de todas as circunstâncias.
Aprendi a dizer Não.
Aprendi a dizer o que penso sem temer a represália.
Aprendi que Deus ama toda a sua criação, independente de suas crenças, filosofias, culturas, cor, raça etc..
Aprendi que meditar me acalma.
Aprendi que preciso cuidar da minha saúde, do meu corpo.
Aprendi que Deus habita em cada um de nós.
Aprendi que julgar, criticar, são espinhos que lanço na alma do outro, e que criam a minha volta um mundo de dissabor.
Aprendo que todas as pessoas com quem convivo, são meus espelhos. Olhando para elas posso ver minha sombra refletida, e, posso cura-me através do outro.
Ah, aprendi o significado do Ho'oponopono, e que posso amar a todos ao meu redor.
Aprendi que religião, não se discute MESMO.  E que discutir crenças e opiniões são brigas de egos inflados.
Aprendi a me retirar e a me calar, quando percebo que meu ego quer falar mais alto.
Aprendi que cada um possui a sua verdade.
Aprendi que a minha verdade não precisa ser a verdade do outro e vice-versa.
Aprendi que não preciso me impor. E não preciso impor o que eu acredito.
Tô aprendendo que dar opinião quando não é pedida, é uma desgraça. 
Também estou aprendo que discutir, seja o que for, só suga a nossa energia e ficamos cansados.
Aprendi que pra ter paz, eu devo me concentrar em mim, e não no outro.
Aprendi a não me importar com opiniões alheias. 
Aprendi a me desligar de gente que não precisa estar em meu círculo.
Aprendi a aceitar aquelas dos quais devem estar.

Em 34 anos, aprendi que ter 34 não é o mesmo [Mesmo!] que ter 30.
Aprendi que um ano a mais em nossa experiência, faz toda a diferença.
Aprendi que maturidade não tem a ver com idade. 
Aprendi a ser criança.
Aprendi a ser boba, só porque eu quero.
Aprendi a usar a sabedoria e a ser ignorante, de acordo com a pessoa com quem me comunico.
Aprendi que as vezes ser ignorante é melhor. E que sabedoria demais só incha.
Aprendi que a vida é mesmo simples. A gente é quem complica.
Aprendi que não preciso agradar a ninguém.
Aprendi que autoestima é me aceitar como sou.
Aprendi que não tenho defeitos, nem qualidades. Sou apenas completa.
Aprendi que deixar pra lá, me deixa mais feliz do que ter razão.
Aprendi que a família é tudo.
Aprendi que arrependimento faz parte da nossa jornada, mas carregar culpa não.
Aprendi a confiar.
Aprendi a respirar fundo e contar até 10.
Aprendi a me maquiar.
Aprendi a ler, muito.
Ah, e aprendi que posso ler de tudo, e separar o que é bom do que não é tão bom assim.
Aprendi a ser mais organizada.
Aprendi que amigos de verdade, aqueles, de verdade mesmo, são raros. 
Aprendi que no fundo, as pessoas só querem nos usar.
Aprendi a não mais me deixar ser usada pelas pessoas.
Aprendi a perdoar. PERDOAR!
Aprendi que lavar janelas de vidros com sabão e no sol, mancha!!!
Aprendi a auto me curar, e conheci o poder da cura para curar outros.
Aprendi como respirar corretamente.
Aprendi como funciona a projeção. 
Aprendi que internet vicia. Mesmo!
Aprendi a gostar de berinjela. humm.
Aprendi que sou muito sensitiva.
Aprendi a reconhecer meu erro.
Aprendi que muitas mentiras nos foram contadas aos longos dos anos.

Aprendi muitas coisas. Mais a maior de todas que aprendi, é que sou livre.
Sou livre para fazer minhas escolhas. Sou responsável por minhas escolhas.
E aprendi a arcar com todas as consequências.
E aprendi que ninguém é dono da verdade. Que a verdade é relativa.
Aprendi que nós julgamos o outro pela lente do preconceito, do tabu e do ego inchado.
Aprendo que julgar o outro por suas escolhas, não passa de arrogancia e grande soberba.
Aprendi que a humildade é aceitar o outro exatamente como ele é, sem querer que ele mude.
Aprendi que amar é não odiar. (paradoxo, mas é bem assim)
Aprendi que aqui se faz, aqui se paga.
E aprendi que tudo volta pra você. Seja o bem ou mal.

Aprendi a me respeitar. Respeitar meu tempo, meus limites.
Aprendi a parar. Que ter pressa só estressa.
Aprendi a olhar pra dentro de mim mesma. As respostas estão todas ali.
Aprendi a purificar a minha mente do lixo emocional.
E aprendi que lixo emocional é um saco. (não é pegadinha!)
Aprendi que não se cuidar causa problemas no futuro. Que se você torceu o pé, deve ir imediatamente ao médico, ou então, depois de alguns anos seu pé não será mais o mesmo.
Aprendi a importância de escovar os dentes depois das refeições e usar o fio dental. Aprendi na dor, mas aprendi!

Aprendi que pressão alta pode matar, e que algumas pessoas ou situações aumentam a nossa pressão, e por isso preciso me livrar de me envolver com qualquer coisa que ponha minha vida em risco.

Aprendi que o abraço cura.
E que o sorriso também cura.
E que elevar meus pensamentos de amor para alguém que eu não curta muito, também cura. A mim e a ela.
Aprendi que a paciência é um remédio.

Aprendi que quando falo mal de alguém, ou o critico, estou adoecendo a minha alma e a alma do outro.
Aprendi que somos todos (até os maus) preciosos, e que eu não tenho o direito de julga-lo.
Aprendi que cada um de nós carrega suas marcas pessoais, e todo nosso comportamento está diretamente ligado a essas marcas. E isso me ensina a mais uma vez não julgar o outro, mas ama-lo.

Eu aprendi sim. E aos poucos tenho colocado tudo em prática. Porque o mais importante na vida não é o que eu sei, não é o que eu tenho, mas o que eu faço com o que eu sei e com o que eu tenho. O importante é evoluir, ser luz. Mas só conseguimos nos curar, nos salvar de nós mesmos, e avançarmos, quando aprendemos as lições que a vida quer nos ensinar.

Quero mais. Muito mais. Que venham mais 34 anos para que a vida me ensine ainda mais, e eu possa ser muito, melhor que sou hoje, assim como sou hoje muito, muito melhor que fui ontem.


Tenho um orgulho imenso de mim mesma.




Reação:

2 comentários :

  1. Ounnnn ♥
    Se eu chegar aos meus 34 aprendendo tantas coisas assim serei muito feliz!
    Meus parabéns querida! Deus continue te iluminando muito!
    Sua amizade é um presente na minha vida! Forte abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo Comentário. Responderei assim que possível.
Andressa Bragança

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...