{10° Lunação | Outubro}

13 de outubro de 2016





Imagem: Gettyiamges


10° Lunação - Mãe de Clã - Aquela que tece a teia.
"Aquela que ensina como trabalhar com a verdade"

Sol em Libra e Lua em Áries


Conceito da Polaridade Astrológica
Áries representa o espírito combativo do guerreiro, favorecendo a iniciativa pioneira e os novos empreendimentos. Libra traz influxos de moderação, equilíbrio e harmonia, alem das tendências artísticas venusianas. Essa combinação ressalta a oposição/complementação das polaridades - Marte/Vênus, combate/conciliação, eu/outro, dar/receber, imposição / diplomacia, exteriorização/ contemplação, assertividade /sensibilidade, individuo/comunidade. E um momento propicio para avaliar os relacionamentos, procurando os meios adequados para criar harmonia e igualdade, sem sobrecarregar nenhum dos "pratos da balança", sempre visando o "caminho do meio", entre a agressividade marciana e a passividade venusiana.

Elementos Ritualísticos
Velas cor de rosa ou vermelhas.

Flores diversas (flamboyant, buganvília, cravos, dálias), folhas de hortelã pimenta, lança e espada-de-Ogum, carqueja ou aloé, um vaso com cacto.

Incenso de cravo, canela, noz moscada ou gengibre, essência de mil folhas, manjericão cardo santo ou cominho.

Cristais ou pedras polidas de granada, rubi, rubelita, jaspe sanguíneo, ágata-de-fogo, hematita ou magnetita.

Roupas em tons vermelhos ou rosa, um punhal (ou bastão) e um cálice, uma mandala ou imagem do Yin/Yang, os arcanos seis, oito e quatorze do Tarot (os Enamorados, a Justiça e a Temperança), reproduções dos animais totêmicos (carneiro, antílope, leopardo, tigre, javali, porco-espinho, garanhão, falcão, gavião, corvo, galo, sabiá), algum chifre de animal (carneiro, cervo), um búzio ou concha grande. Musicas e artes marciais, exercícios bioenergéticos.

Comemorações com arroz com açafrão, pratos com "curry" e "mango chutney", chá indiano com gengibre, cravos e canela.

Divindades
Escolha uma destas deusas guerreiras: Ártemis, Andraste, Badb, Bellona, Morrigan, Pele, Oya, Scatach, as Amazonas ou Valquirias.

Os deuses do amor são Adonis, Angus Mac Og, Dummuzi, Eros, Krishna, Vishnu e Kama.

Os Anjos associados sao Samael e Haniel.

Os Orixás correspondentes são Ogum, Oyá, Oxossi e Oxum.

Rituais
Para entrar em contato com sua força interior, aprender a lidar com a raiva ou o medo, a agressividade ou a desistência, saber quando lutar ou negociar. E uma data propicia para a descoberta e liberação, por meio da catarse, das emoções reprimidas ou dos bloqueios energéticos, queimando papeis ou galhos na fogueira, dançando ou gritando ou para curar as feridas emocionais do passado, encenando o mito do Graal e respondendo a pergunta "O que me aflige realmente?".

Mentalização
Visualize uma bola de energia vermelha trazendo a tona qualquer energia bloqueada ou raiva reprimida, direcionando-a para ser transmutada depois pela terra.

Afirmação
"Liberto-me de toda a raiva que me intoxica e canalizo minha energia para fins construtivos."

O ensinamento dessa lunação é trabalhar com e para a verdade, para construir um mundo que possa ser compartilhado por todos os seres.

Contemple a Lua. Descubra sua verdade interior, sua trajetória de vida, se aceite em sua totalidade e expresse suas realizações.

Invoque a Grande Mãe e agradeça-lhe por sua colheita, pela culminação de seus planos e projetos. Peça-lhe ajuda para transmutar qualquer pensamento negativo ou atitude destrutiva, saber como expressar a sua plenitude feminina e honrar a sua essência sagrada.

-----------

Fonte: 
Círculos Sagrados Para Mulheres Contemporâneas - Mirella Faur
O Anuário da Grande Mãe - Mirella Faur




Reação:
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada pelo Comentário. Responderei assim que possível.
Andressa Bragança

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...