{Sobre a Páscoa}

5 de abril de 2018





Desconheço autor da imagem

Sim, de fato, Jesus Cristo me libertou. Aleluia!

Me libertou dos dogmas, da religião, das imposições de lideranças inescrupulosas. Da intolerância com os irmãos de outras crenças. Sim, IRMÃOS! Somos todos UM. Filhos do mesmo Pai. Mas, enquanto não estamos libertos, ousamos julgar e condenar nossos irmãos.

Me libertou da necessidade de ser boa, de fingir santidade, de ter que dar "testemunho" mas por dentro me corroer em meus desejos, recalcados pelo medo do julgamento fulminante dos pares que deveriam me amar como Cristo ensinou.

Cristo me libertou do medo do inferno, pois eu sei que inferno é isso que vivo na minha mente quando não sou capaz de me conectar com minha própria essência.

Sim, ele me libertou da prisão chamada pecado. Prisão essa criada por ditos religiosos afim de dominar os incautos na sua fé. Poder e domínio dão ao homem o aval necessário para condenar nesta prisão qualquer um daqueles que lhes são insubordinados.

Jesus me libertaou dos temores que sentia cada vez que um pensamento "impuro" ousava pairar sobre minha mente.

Me libertou do fanatismo extremo. De acreditar que minha fé era a única, exclusiva e verdadeira e que quem não cresse como eu deveria ir para o inferno (ah, o amor!)

Sou livre, e não preciso mais encher o saco das pessoas dizendo que "só Jesus salva". (Cara, vcs precisam parar com isso, sério mesmo)

Jesus me libertou de me achar no direito de condenar meus semelhantes por não estarem de acordo com a minha fé. Sim, coloca a galera LGBT aqui! Tão massacrada pela religião que leva o nome de Cristo. (E põe as prostitutas também, e as mulheres em geral, as bruxa, né?)

Hoje posso dizer que conhecer a verdade me libertou. Posso sentir, pensar, fazer tudo o que minha alma me permite.

Sou líder e mestre de mim mesma porque o Cristo que pratico está no centro do meu ser, dentro, não fora.

Me comunicar com esse Cristo pessoal me traz paz. Me dá a certeza que trilhar o MEU caminho aqui nesta terra é O caminho.

➡️ Jesus Cristo é o caminho: Quando eu faço a conversão na minha caminhada (deixo de olhar para fora e olho para dentro - "quem olha para fora, sonha, quem olha para dentro, desperta" - eu precisava colocar Jung em algum lugar desse texto 😂) e me volto para o centro, onde o Grande Eu Sou está, e me religo (de religare, religião) com minha essência, com quem eu sou de fato, então, O Caminho se torna Cristo, que é a trajetória do si-mesmo.

➡️ Jesus Cristo é a verdade:
A verdade é aquilo que EU experimento, valorizo e credibilizo, tornando assim um pilar da minha existência. Verdade é um conceito empírico. Minha verdade não é, necessariamente, a sua verdade.
Verdades se constroem pelas experiências, e minha experiência me revela esta verdade: "não sou um ser humano tendo uma experiência espiritual. Sou um ser espiritual tendo uma experiência humana". (Padre Pierre Teilhard de Chardin)

➡️ Jesus Cristo é a vida:
Quando eu refaço a minha trajetória até o Centro, onde encontro o Grande Eu Sou, me conecto com a fonte de toda a vida.

... ninguém vai ao Pai (ao Grande Eu) se não for através de Cristo.

Cristo, é, portanto, a minha consciência. Se em minha mente estou livre, então, verdadeiramente sou livre.

Tudo o que você sabe sobre a história de Jesus, é uma grande metáfora para sua própria libertação. 
Deixe Cristo te libertar.

"Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará", e "se Cristo vos libertar, verdadeiramente sereis livres." (João 8:32, 36)

Feliz Páscoa ✝️

#Páscoa
#Liberdade
#JesusCristo
#Individuação
#JornadadoHerói




Reação:
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada pelo Comentário. Responderei assim que possível.
Andressa Bragança

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...